Entram em vigor novas regras para uso de rotativo do cartão de crédito

cartoes01

Entram em vigor as novas regras para o pagamento da fatura do cartão de crédito. A partir de agora, os consumidores não poderão passar mais de um mês com dívidas no rotativo. Se uma pessoa pagar somente o mínimo permitido, ela deverá quitar ou renegociar a dívida no mês seguinte. Os bancos são obrigados a oferecer uma alternativa de parcelamento se os consumidores não conseguirem pagar o valor pendente.

As novas medidas, editadas em janeiro pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), foram estabelecidas para evitar que o consumidor entre na bola de neve dos juros do rotativo, que são os maiores do mundo e chegam a 481,5% ao ano, conforme dados do Banco Central (BC). A expectativa do governo é que as taxas de juros caiam pela metade e o cliente fique por menos tempo no rotativo. Com as mudanças, os compradores precisam quitar a dívida do cartão de crédito, com recursos próprios ou por uma linha de crédito mais barata, ou parcelam o valor total de acordo com as condições dos bancos. As novas regras valem para cartões de todas as bandeiras, de bancos e os de lojas comerciais que estejam vinculadas com instituições financeiras.

A partir de agora, o saldo pendente do rotativo pode ser parcelado em até 24 vezes, com condições que ficam a critério de cada banco. As instituições financeiras vão praticar juros de parcelamento que variam de 0,99% a 9,99% ao mês. No caso do rotativo, os principais bancos vão aplicar taxas entre 1,92% a 17,25% ao mês.

 

Fonte: Estado de Minas

Foto: Reprodução/Internet