MP denuncia Vale, Tüv Süd e 16 pessoas por rompimento da barragem de Brumadinho

20200121124727903677e
Às vésperas de completar um ano do rompimento da Barragem I da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte, o Ministério Público de Minas Gerais vai apresentar denúncia contra as empresas Vale S.A. Tüv Süd Bureau de Projetos e Consultoria Ltda.
De acordo com o MPMG, a denúncia ainda vai contra 16 pessoas – que podem ser funcionários e executivos – por crimes decorrentes do rompimento da barragem no dia 25 de janeiro de 2019.
Os detalhes da denúncia serão fornecidos em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira. A Polícia Civil também estará presente para tratar da conclusão das investigações. Segundo a PC, o inquérito policial também foi entregue formalmente nesta terça-feira.
Em nota, a Tüv Süd informou que aguarda esclarecimentos e que “continua profundamente consternada pelo trágico colapso da barragem em Brumadinho”.

“Um ano após o rompimento, suas causas ainda não foram esclarecidas de forma conclusiva. Como era esperado, as investigações levam um tempo considerável: muitos dados de diferentes fontes precisam ser compilados, apurados e analisados. Por esse motivo, as investigações oficiais continuam”, informou a empresa em nota.

A reportagem do Estado de Minas entrou em contato com a Vale e não recebeu retorno até a publicação desta matéria.

Operação Brumadinho

As buscas por vítimas chegam ao 362º dia nesta terça-feira. O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais permanece nas áreas de busca com 75 militares que trabalham com auxílio de drones, 91 maquinários e 28 caminhonetes. Ao todo, são 17 equipes atuando em 14 frentes de trabalho.

Vítimas da tragédia

Os traumas provocados pelo rompimento da barragem da Vale elevaram o consumo de remédios para transtornos psicológicos. A tragédia completa um ano no sábado, dia 25.

avalanche de lama e rejeitos de mais de 10 milhões de metros cúbicos (m3) que resultou na morte de 270 pessoas, sendo 11 desaparecidas, acrescentou à realidade da população atingida caixas e mais caixas de medicamentos para a saúde mental, debilitando radicalmente seu comportamento.

Fonte: UAI – Foto: Reprodução/Internet

Departamento de Jornalismo – Rádio Mundo Melhor